Adotamos o Pingo! - Por Carol Rivieri

Hello people, no começo do mês fui fazer uma matéria para o jornal sobre adoção de animais. Entrevistei algumas pessoas que promovem a adoção responsável em Itu e conheci a Patrícia Daunt da ASPA, uma ONG que resgata cães abandonados e vítimas de maus tratos, acolhe esses animaizinhos, castra e cuida da saúde dele até que esteja saudável para adoção. 

Eu, o Rafa e o Pingo na ASPA

Associação de Socorro e Proteção aos Animais de Itu (ASPA ITU) foi criada há 9 anos com a missão de socorrer, abrigar, recuperar e promover a adoção e guarda responsável dos cães. Um trabalho feito com muito amor por mãe e filha e uma equipe que não mede esforços para cuidar dos animais. Fundada por Thereza e Patrícia Daunt, mãe e filha, oferecem proteção e abrigo para esses cães. Eles vivem soltos, em grupos de 20 a 30 cães, são separados por afinidades. Enquanto aguardam uma oportunidade de adoção, oferecemos um pequeno paraíso, um lar, uma grande família e, senão uma história, certamente um novo capítulo de felicidade e amor. 

 Patrícia Daunt na ASPA

Para que seja mantida e funcionando, a Aspa exige muito trabalho diário e elevadas despesas mensais, como a construção e manutenção da infraestrutura, alimentação, limpeza, tratadores, cirurgias e tratamentos veterinários, além das despesas com o socorro de animais nas residências e ruas da cidade. A entidade conta com uma parceria com a Prefeitura de Itu, clínicas veterinárias e agropecuárias. Foi construído com doações um consultório veterinário em que a Zoonoses de Itu vai ao local frequentemente para realizar a castração nos animais. Para adotar um cãozinho na Aspa Itu, basta entrar em contato com a presidente da entidade, Patrícia Daunt, através da página no Facebook Aspa Itu. A entidade aceita também doações de ração, medicamentos e itens para cuidados dos cães.

Patrícia e Rute (cuidadora dos cães) na ASPA

O local é bem afastado da cidade, o que na minha opinião é ótimo, porque assim as pessoas não abandonam animais na porta da ONG. Vou contar um pouco sobre minha experiência conhecendo a ASPA. Chegando no local, fomos recebidos com muito carinho, latidos, rabinhos abanando e mordidinhas carinhosas na canela. Eu fiquei encantada com a quantidade de cães convivendo juntos. Meu namorado, e motorista rsrs, que sempre me acompanha aos finais de semana, ficou amigo de um cãozinho chamado Pingo (6 meses). Nós quase levamos ele naquele instante para o sítio da família, mas não estávamos preparados. Ficamos de buscá-lo no outro fim de semana. 

Pingo, Rafa e eu no sítio da família

Ficamos a semana toda pensando, sonhando e falando sobre o Pingo. Estávamos ansiosos para que chegasse sábado logo para levar o Pingo em seu novo lar! O Rafa comprou coleira e até pingentes para gravar nome e telefone caso o Pingo se perdesse. No dia minha irmã @alinerivieri foi junto e nos ajudou. Assinamos um termo de posse responsável na ASPA e levamos ele para o sítio. A viagem foi longa, nosso amorzinho nunca tinha andado de carro e passou mal. Chegando lá tomou um banho bem fresquinho e adorou conhecer seu novo lar. Andou para cima e para baixo o dia todo. Pingo agora está aprendendo a latir quando chega visita e adora acompanhar as pessoas e saber tudo o que está acontecendo. Ele é quietinho, obediente, carinhoso, não pula (o que é bom, pois sempre tem criança no sítio) e adotou todos como sua nova família <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá querida leitora, obrigada por visitar nosso cantinho!!

Deixe aqui seu carinho...


"É Livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

© Bipolaridade Feminina | Layout por A Design